HARMONIZAÇÃO OROFACIAL

Na nova área de estética orofacial, tal como acontece em outras áreas da odontologia, diagnóstico e planejamento são indispensáveis para a excelência estética dentofacial. Para a viabilidade desses tratamentos, uma abordagem multidisciplinar, empregando novas técnicas como a toxina botulínica, materiais de preenchimento e fototerapia, é um elemento essencial de abordagem terapêutica para o tratamento de diversas disfunções. Portanto, além dos procedimentos dentários, procedimentos novos e eficientes, que visam não só a restauração oral, mas também a restauração orofacial são utilizados para o tratamento de um sorriso gengival, distonia, espasmos mandibulares, síndrome da disfunção da articulação temporomandibular, hipertrofia do masseter, dor orofacial, a perda de apoio dos lábios, papilas interdentais curtas ou espaço negro entre os dentes e outras disfunções epidérmicas.