Prevenção de cáries em crianças

Escovar os dentes é fundamental para prevenir a cárie, pois desorganiza a placa cariogênica, impedindo o processo de desmineralização. Os pais devem escovar e/ou supervisionar a escovação dos seus filhos. A supervisão dependerá do quanto o controle motor fino da criança está desenvolvido para que ela escove sozinha e da maneira correta.

Há várias técnicas de escovação, a ideal é aquela que tanto as crianças como os pais se adaptem melhor. O importante é escovar todas as superfícies dentárias de todos os dentes e, para higienizar entre os dentes, utilizar o fio dental. O início do uso da escova e do fio dental nas crianças deve ser a partir do surgimento do primeiro dente, por volta dos 6 meses de idade. Mesmo com a presença de um só dente é importante a escovação, para que, além da remoção da placa, ocorra a desensibilização da cavidade oral, que deve ter sido iniciada ao nascimento, quando a mãe deve higienizar a cavidade oral da criança com gaze umedecida após a amamentação. 

Recomenda-se evitar o contato direto entre a saliva da mãe e da criança, pois a transmissão do Streptococos mutans ocorre por meio da saliva, de forma direta (beijo na boca) ou indireta (soprar alimentos, usar os mesmos talheres e copos). Sabe-se que quanto mais precoce a colonização da cavidade bucal pelo S. mutans, maior o risco de cárie na dentição decídua, ou seja, nos dentes de leite.

O flúor é um importante agente na luta contra o aparecimento da cárie. Pode ser de uso individual (creme dental e o enxaguatório) ou profissional (gel, verniz e selantes).